[Resenha] O Que Não Diz a Lenda - Christine M.

8
Título O Que Não Diz a Lenda
Autor Christine M.
Editora UNDERWORLD
ISBN-13:9788564025417Nº da Edição 1
Ano 2012
Nº de Página 311



Sinopse - “Meu nome é Alice e, acredite, eu não estou no país das maravilhas.” E se tudo o que você conhece não fosse real? E se as desordens climáticas, desastres naturais e catástrofes ecológicas fossem estrategicamente planejados? E se fosse seu destino mudar tudo isso? Criada num ambiente ambíguo e com frágil estabilidade, Alice sempre soube que havia peças que não se encaixavam no delicado quebra-cabeça de sua vida. Até que ela decide preencher as lacunas de seu presente utilizando pistas de seu passado. Para acompanhá-la nessa jornada estão: Ian Orlov, um misterioso russo que abriga suas mais ternas e agora perigosas lembranças, e o capitão Natan, um jovem que promete remexer suas concepções já estabelecidas. Conforme avançam em suas descobertas, todos terão que decidir entre suas escolhas pessoais e tomar parte na maior revolução da humanidade. Esta é a história de uma garota que buscou respostas onde ninguém poderia imaginar, mesmo que isso significasse perder-se dentro de si própria. Entretanto, quando mergulhamos tão fundo, há volta? Emocione-se com a saga de uma heroína que não tem medo de errar, agir segundo seu coração e questionar o inquestionável enquanto procura seu lugar no mundo em meio à guerra, fuga e desolação. Siga os passos de Alice ao redor do globo desvendando sua trama e testemunhando suas escolhas. Junte-se ao coronel Jeremy, à doce amiga Kathy, seu irmão Henry e a outros personagens cativantes. E prepare-se, pois o que ela desvendar poderá mudar seu mundo, mas apenas se você tiver coragem para descobrir o que não diz a lenda.



Levei uma semana para lê-lo, para eu que costumo devorar os livros que leio é muito tempo, mas tenho explicação para ter levado mais tempo com ele. O Que Não Diz a Lenda é um livro um pouco mais complexo, que faz parar e pensar no que acabou de ler, um livro pra ser degustado e não simplesmente engolido.

Muito bem estruturado, quem nos conta a história é Alice, uma garota que pouco sabe sobre seu passado, sabe apenas que é filha de militar e que foi enviada ao Brasil junto com seu irmão Henry para ter uma vida normal. Mas como estava em seu sangue se relacionou com um militar e trabalhava ajudando pessoas dentro de uma base.
O mundo nesta época era todo manipulado por antenas, que tinham o intuito de colocar pensamentos padronizados nas mentes das pessoas.

Alice se via numa vida pacata, sem muitos acontecimentos, até que durante uma crise em seu casamento tudo começa a mudar. Ela reencontra Henry e Ian, seu antigo vizinho de infância e o amor de sua vida, eles fazem parte de uma guerrilha, que quer derrubar o controle militar sobre o mundo.

Com isso e se aprofundando cada vez mais em seu passado, Alice começa a nos mostrar uma aventura cheia de reviravoltas, suspiros e acessos de raiva.
Momentos de luta, de gloria e de tristeza.

O livro me deixou atordoada em certos momentos, pois a história contada por Alice me trouxe uma visão tão clara de sua vida, que me senti parte dela, pude visualizar o que ela via, pude sentir o que ela sentia.
Mais uma vez um livro da Chris me levou aos extremos, sofri acessos de amor e ódio com os personagens, mas pude enxergar perfeitamente o mundo de Alice.
E ela sabe como ninguém finalizar uma história sem que não falte nada, uma finalização perfeita para um livro perfeito.
Recomendo este que para eu é mais um livro cinco estrelas e o mais novo na lista de favoritos.


Dessa vez separei muitos trechos, então eles ficarão aqui no final da resenha.

"Você pode tentar ignorar o passado, imaginar o seu futuro de maneira despretensiosa ou até mesmo acreditar que a vida é apenas uma sequência de dias. Você pode tentar fazer tudo isso para calar a sua própria voz, para sufocar tudo o que você pensa e sente. Mas Isso que lateja dentro de ti e que você não conhece o nome, um dia virá à tona e não há como escapar. Porque não se foge da própria história. Não se pode fugir de si mesmo. Nunca!" Texto antes do prólogo 

"Era como um brinco pequeno sem o par, escondido no fundo da caixa de joias, aquele do qual você não se dá conta ao vê-lo misturado aos outros. Eu sei que brinco sem par não tem serventia alguma, ele só fica ali ocupando espaço e te fazendo lamentar o fato de não poder mais usá-lo, mas o que fazer se ele continua sendo o seu preferido." pág 22

"Um segundo pode durar muito quando se tem um algoz de olhos flamejantes bem na sua frente louco para te cortar e, acredite, pode durar muito mais quando a lâmina finalmente atravessa a sua pele." pág 65

"- É preciso aprender a construir boas memórias para suportar os dias difíceis. Se você não comer quando tiver uma mesa farta, se não sorrir quando estiver entre amigos e não aquietar o espírito em dias de paz, jamais suportará a fome, a solidão nem tampouco a guerra." pág 88

"Não adianta tentar explicar o que ninguém consegue entender, o que nem eu sou capaz de entender. A Parte que eu escolho não dizer em voz alta é a parte mais importante do que eu sinto. Tudo o que não consegue virar palavra é porque é grande demais para ganhar um nome." Pág 219

"Essa é a constatação de que não adianta decidir viver um dia de cada vez quando o assunto é amor, pois cada dia é pouco e você sempre desejará um dia a mais, muito mais. Se a vida permitisse rascunhos, certamente esta cena mereceria ser refeita." Pág 241


8 comentários:

Yassui Kimura disse... [Responder Comentário]

Quando entrei no blog e li o titulo O Que Não Diz a Lenda minha curiosidade despertou...amei o titulo, resenha e o livro parece ser incrível.

Livroterapias disse... [Responder Comentário]

Realemente parece ser bom1
Adorei os quotes, principalmente o penútimo!
Beijos
Rizia - Livroterapias
http://livroterapias.blogspot.com.br/

Lú Miranda disse... [Responder Comentário]

Militar?
Nossa, esse liro parece ter uma mistura bem louca, talvez por isso a complexidade do livro, gostei de sua resenha!
clicandolivros
beijos

Sammysam Rosa disse... [Responder Comentário]

Acho não, preciso ter esse livro em mãos o mais rápido possível! Bem, posso ver que pela resenha, trata-se de uma estória profunda, para aproveitar cada momento da narrativa, com certeza já vou incluir na minha lista de futuras aquisições!

Bjs

Da Imaginação a Escrita

Vinícius Costa disse... [Responder Comentário]

Não sabia que a autora de Sob a Luz dos Seus Olhos tinha escrito outro livro, e um de suspense ainda!! Preciso ler!
Beijos,
Vinícius - Livros & Rabiscos

Juliana Lira disse... [Responder Comentário]

Fiquei curiosa, intrigada, com vontade de ler...
Esse quote é perfeito, me identifiquei demais.
A resenha me chamou atenção por ser tão bem escrita e ainda por cima
não conheço essa autora.

www.reticenciando.com

Milhões de beijos

Bárbara Lorentz disse... [Responder Comentário]

A Chris me conquistou quando li Sob a Luz dos Seus Olhos, então tenho vontade de ler este e o outro livro dela também. A escrita dela é tão doce e fofa que nem sei o que dizer sobre isso.
Este parece ser ótimo também!
Beijos.

Junior Ribeiro disse... [Responder Comentário]

Olá!
Deixei um meme para você em meu blog, ficarei feliz se puder responder. Até em breve.
http://pacoteliterario.blogspot.com.br/2013/03/meme-5-livros-para-ler-em-2013.html

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

O blog está crescendo e sua opinião é muito importante. Ficaria muito feliz com seu comentário!